Tai chi é o ideal para diminuir quedas e evitar fraturas por osteoporose

Estudo publicado no JAMA Medicina Interna comprova mais uma vez que a tradicional forma de exercícios chinesa é o ideal para evitarmos quedas e fraturas, principalmente em indivíduos com idade mais avançada e com osteoporose. Classes de balanço e movimento com técnicas do Tai Chi foram mais eficazes para prevenir quedas que exercícios convencionais de academia ou apenas alongamentos.

A pesquisa envolveu 670 participantes com 70 anos de idade ou mais, que haviam sofrido queda no ano anterior ou que apresentavam redução de mobilidade de qualquer natureza. Por sorteio, todos foram alocados em 3 grupos: o primeiro recebeu técnicas do Tai Chi em duas aulas semanais com 1 hora de duração cada, o segundo fez exercícios ditos multimodais (balanço, atividade aeróbica, força e flexibilidade) ou apenas alongamentos (grupo 3, considerado controle).

Após 6 meses observou-se 152 quedas no grupo que fez Tai Chi, 218 no grupo de exercícios e 363 no grupo com alongamentos. O grupo com Tai Chi teve 31% menos quedas que o grupo praticante de exercícios, técnicas utilizadas normalmente nas clínicas de fisioterapia ou em academias por todo o Brasil.

E ainda outras vantagens: praticar o Tai Chi não requer equipamentos, amplos espaços ou custo extra além do professor para as classes iniciais.

Fonte: JAMA. 2018;320(24):2521.

Seu comentário é muito importante. Escreva!

%d blogueiros gostam disto: