Máscara no rosto funciona?

Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, surgiu na China, mas desde então se espalhou para muitos países — incluindo o Brasil. Embora o risco para a maioria das pessoas neste país permaneça baixo, muitos estão comprando máscaras faciais para ajudar a se proteger.

Mas máscaras faciais não são uma maneira eficaz de prevenir a doença para a maioria das pessoas saudáveis, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA e a Organização Mundial da Saúde. Isso inclui máscaras simples e soltas às vezes chamadas máscaras cirúrgicas; respiradores N95 mais apertados, que filtram 95% das partículas transportadas pelo ar; e máscaras faciais reutilizáveis às vezes anunciadas como máscaras de poeira.

O interesse por máscaras é compreensível, diz William Schaffner, M.D., professor de medicina na divisão de doenças infecciosas da Vanderbilt University School of Medicine, em Nashville. Mas qualquer benefício que pessoas saudáveis podem obter usando uma máscara é provavelmente modesto. Na verdade, se você não está doente ou cuidando de pessoas que estão, usar uma máscara vem com desvantagens. Aqui está o que você precisa saber.

No fim de semana, o cirurgião-geral dos EUA, Jerome M. Adams M.D., alertou os americanos, via Twitter: “PAREM DE COMPRAR MÁSCARAS!” Ele enfatizou que as máscaras não ajudam a prevenir a propagação do coronavírus no público em geral.

Outros especialistas concordam. “Na pesquisa que foi feita, não vemos nenhum benefício no nível comunitário para o uso da máscara”, diz Amanda McClelland, vice-presidente sênior da Vital Strategies, uma organização de saúde pública que se concentra em ameaças à saúde global.

Máscaras cirúrgicas, por exemplo, têm um ajuste solto, o que significa que gotículas de líquido — como o que uma pessoa expele quando tosse, e pelo qual acredita-se que o coronavírus seja transmitido — podem vazar pelos lados da máscara.

Os respiradores N95 são mais confortáveis, mas podem ser difíceis de encaixar corretamente. Na verdade, os profissionais de saúde devem fazer um teste anual para provar que podem se encaixar adequadamente no dispositivo e criar um selo completo contra vazamentos ao redor da face.

Além disso, máscaras faciais podem ser desconfortáveis, então você pode se encontrar frequentemente ajustando a máscara. Ou você pode tirá-la para comer ou beber e, em seguida, colocá-la de volta depois. Isso acaba com o propósito todo da máscara, diz McClelland. “As pessoas se contaminam mais tocando na máscara e tirando-a do rosto.”

Tanto máscaras cirúrgicas quanto respiradores N95 são feitos apenas para serem usados uma vez e depois jogados fora — os profissionais de saúde usam uma nova máscara para cada paciente, em parte porque as máscaras podem ser contaminadas por germes durante o uso. Mas os consumidores podem ser tentados a reutilizá-las, possivelmente espalhando o vírus para outras superfícies ou itens.

Para evitar essa possibilidade, os profissionais de saúde limpam as mãos toda vez que removem uma máscara.

Quanto às máscaras de pano laváveis que você pode ver à venda, algumas evidências sugerem que máscaras reutilizáveis não são a melhor opção. Um estudo realizado no Reino Unido em 2015 constatou que os profissionais de saúde que usavam máscaras de pano eram mais propensos a serem infectados por doenças respiratórias do que aqueles que usavam máscaras cirúrgicas descartáveis, mesmo quando os trabalhadores as lavavam no final de cada um de seus turnos.

Em geral, diz Glatt (que não participou do estudo), “o potencial de contaminação dessas máscaras de pano é uma preocupação real, especialmente se elas não forem limpas adequadamente”.

Ainda assim, se você optar por uma máscara reutilizável, Schaffner recomenda seguir as instruções do fabricante sobre como limpá-la.

Então, quem precisa de uma máscara?

Pessoas com sintomas que podem ser COVID-19 — como febre, tosse e falta de ar — devem usar uma máscara quando estão perto de outras pessoas, para limitar a propagação da infecção.

Além disso, uma vez que o novo coronavírus se espalha principalmente entre pessoas que têm contato próximo — ou seja, dentro de até 2 metros — entre si, aqueles que estão cuidando de alguém suspeito de ter COVID-19 também devem considerar usar uma máscara.

Se você está em um desses grupos, é importante usar máscaras corretamente. Lave as mãos antes de colocar a máscara e tente não tocá-la. Se fizer isso, lave as mãos de novo. Descarte a máscara assim que estiver úmida. Para removê-la, manuseie o elástico ao redor das orelhas (não a frente da máscara), jogue-a fora imediatamente, seja em um saco plástico fechado ou em uma lixeira com tampa, e lave as mãos novamente. Não reuse a máscara.

Os profissionais de saúde também devem usar máscaras para se proteger — preferencialmente uma N95 — ao cuidar de pessoas suspeitas de terem COVID-19.

Os melhores passos para a prevenção

Embora as máscaras sejam consideradas apropriadas para apenas uma pequena porcentagem de pessoas, todos devem tomar as seguintes medidas para ajudar a prevenir a propagação de coronavírus e outras infecções.

“A higiene impecável das mãos é fundamental”, diz Isaac Bogoch, médico epidemiologista e professor associado de doenças infecciosas no departamento de medicina da Universidade de Toronto. Isso é para protegê-lo da exposição a gotículas de fluido de tosses ou espirros que contêm o vírus.

Lave as mãos com frequência, esfregando bem durante os 20 segundos recomendados.

Use desinfetante para as mãos quando não puder chegar a uma pia — depois de tocar em um corrimão ou na maçaneta da porta, no transporte público ou usar um teclado compartilhado na biblioteca, por exemplo.

Abster-se de tocar seu rosto também é importante, porque é assim que os germes são transferidos de suas mãos para a boca ou nariz, e entram em seu corpo. “É fácil dizer, mas difícil de fazer”, diz Bogoch, mas agora é a hora de fazer disso um hábito.

E, claro, cubra qualquer tosse ou espirros com um lenço, e se você não puder, espirre ou tossa no ângulo do cotovelo. Na verdade, a principal maneira de se proteger desse vírus é apenas praticar o mesmo tipo de práticas higiênicas que você faz durante a temporada de gripe.

  2 comments for “Máscara no rosto funciona?

  1. 12 de março de 2020 às 18:37

    Dr.von Muhlen
    Uma vez que estamos diantes de uma ameaça mundial se é assim que posso dizer. E esta doença e oriondo de diversas causulas. existe uma restricao na alimentacao e nos paises que exportam alimentos da China.

    Curtido por 1 pessoa

    • 12 de março de 2020 às 19:50

      Prezado Josafa, o vírus permanece viável, vivo, por 9 dias em superfícies como metal, plástico e vidro. Entendo que sua pergunta diga respeito à segurança de ingerir alimentos importados da China para o Brasil, correto? Acredito ninguém tenha feito esta pesquisa sanitária nos alimentos que vêm da China. Eu tentaria evitá-los neste momento, se possível, acredito haja boas alternativas no mercado. Cordialmente.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: