Pílula do câncer reprovada outra vez

Público alvo: leigo.

Novos testes da fosfoetanolamina, a ‘pílula do câncer’, divulgados ontem no site do Ministério da Ciência & Tecnologia, apontam que a substância é ineficaz: não houve qualquer melhora em camundongos com câncer — os tumores continuaram a crescer. Em avaliações anteriores, divulgadas em março de 2016, especialistas apontaram que a pílula, desenvolvida e produzida na USP de São Carlos, teria baixo grau de pureza e não seria capaz de matar células tumorais em ensaios in vitro.

Em suma: não há qualquer evidência de utilidade da fosfoetanolamina em tubos de ensaio, em animais de experimentação ou em humanos, além do efeito placebo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s