Encefalite autoimune em ursos polares

Público alvo: técnico e leigo.

Fez manchetes durante muito tempo a história do ursinho polar Knut no Zoo de Berlim, Alemanha. Abandonado pela mãe ao nascer, foi adotado por toda a população. Pois em 2011, aos 4 anos de idade, Knut foi encontrado afogado em seu refúgio, após período com convulsões. Extenso trabalho de identificação de patógenos resultou negativo, até que pesquisadores encontraram a causa do problema: encefalite autoimune, marcada pela presença de anticorpos anti-receptor NMDA.

Vários anticorpos já foram descritos nas síndromes autoimunes do sistema nervoso central, principalmente em humanos, e tenho podido auxiliar colegas neurologistas em casos difíceis que podem evoluir para psicose, convulsões e coma. Infelizmente os testes não são conduzidos em nosso meio, há necessidade de envio do material para o exterior, onde laboratórios especializados já conseguem verificar a presença de autoanticorpos específicos em boa parte dos casos.

Abaixo o sumário da primeira descrição mundial, em 2015, de encefalite autoimune em um urso polar. Mais um ponto em desfavor desta espécie, altamente ameaçada pelo aquecimento global.

Anti-NMDA Receptor Encephalitis in the Polar Bear (Ursus maritimus) Knut

H. Prüss, Leubner, Wenke et al.

Knut the polar bear of the Berlin Zoological Garden drowned in 2011 following seizures and was diagnosed as having suffered encephalitis of unknown etiology after exhaustive pathogen screening. Using the diagnostic criteria applied to human patients, we demonstrate that Knut’s encephalitis is almost identical to anti-NMDA receptor encephalitis which is a severe autoimmune disease representing the most common non-infectious encephalitis in humans. High concentrations of antibodies specific against the NR1 subunit of the NMDA receptor were detected in Knut’s cerebrospinal fluid. Histological examination demonstrated very similar patterns of plasma cell infiltration and minimal neuronal loss in affected brain areas. We conclude that Knut suffered antiNMDA receptor encephalitis making his the first reported non-human case of this treatable disease. The results suggest that anti-NMDA receptor encephalitis may be a disease of broad relevance to mammals that until now has remained undiagnosed.

Scientific Reports | 5:12805 | DOI: 10.1038/srep12805

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s